Os piores erros cometidos no marketing digital

A abrangência do marketing digital
não admite erros.

Qualquer empresa, não importa o tamanho, se não estiver presente no mundo virtual, é séria candidata a fechar as portas. Mesmo que esse extremo não ocorra, uma empresa que não tenha um marketing digital atuante e assertivo, irá demorar muito mais para se desenvolver comparando com um concorrente que tenha percebido a importância de investir no digital.

O meio virtual é um território democrático em que todos podem se inserir. Mas, empresas que quiserem ter sucesso e utilizar as ferramentas digitais a seu favor precisam de cuidados para obterem bons resultados.

Como já foi dito, o primeiro erro e o mais grave de uma empresa, é não estar nos meios digitais. Não é preciso, necessariamente, ter um site corporativo com inúmeras páginas e navegação sofisticada, para alavancar os negócios na internet. A participação pode ser por meio de um blog, uma fanpage ou uma conta no Instagram, ferramentas que podem ser criadas a qualquer momento e são gratuitas. O importante é ter orientação profissional que irá analisar o perfil do público da empresa e direcionar as publicações a esses usuários. Depois, com um plano de marketing digital mais elaborado é possível obter informações mais precisas para definir melhor o público-alvo.

O marketing digital tem técnicas que podem facilitar a atuação no meio virtual. A seguir alguns erros que são bastante comuns que as empresa e pessoas têm cometido e devem ser evitados:

stockvault-cliff-drop-warning-sign133742

1. Não ter planejamento de marketing digital

O YouTube e o Facebook têm muitos exemplos de pessoas ou empresas que alcançaram muito sucesso sem nenhum planejamento. Quando entraram nesses canais, não esperavam tanta repercussão. Foi pura sorte e elas não tinham nada a perder. Mas um empreendedor não pode arriscar seus negócios. Por isso, sem um planejamento de marketing digital as coisas podem ser mais difíceis ou pior, saírem totalmente erradas e ficarem fora de controle.

O planejamento de marketing digital trabalha com alguns pilares, o primeiro deles é o objetivo que se quer alcançar. Sem um objetivo, não é possível estabelecer as metas e sem elas, não há um foco e não se chega a lugar algum. De que adianta investir tanto no trabalho sem ter um ponto determinado?

O segundo pilar é entender a marca e o ambiente em que ela atua. Se for uma marca destinada a um público de alto poder aquisitivo, realizar promoções de preço não é o que vai converter em Leads.

2. Fazer um trabalho amador

Este item está intimamente ligado ao anterior, que é o planejamento de marketing digital. Essa área requer um profissional qualificado para traçar as metas planejadas e obter os melhores resultados com as ferramentas digitais. Não é possível delegar a alguém leigo no assunto. O profissional contratado tem que conhecer as ferramentas digitais e saber tirar o melhor proveito delas. Conversão de Leads, utilização de Leads Scoring para facilitar o trabalho da equipe de vendas, coordenação de campanhas digitais, são alguns atributos que o profissional realizará para atingir as metas estabelecidas no planejamento.

3. Despreparo para tratar as redes sociais

As redes sociais têm se tornado um palco para fazer comentários positivos (raros) e negativos (mais comuns). Muitas empresas não têm sabido se comportar nesse ambiente. Isso mostra total despreparo para lidar com o público virtual. Uma frase mal colocada muitas vezes acaba se propagando em outros canais de comunicação, originando uma péssima imagem para a empresa. A impulsividade no meio virtual é algo que precisa ser combatido. Já foi amplamente noticiado nos meios de comunicação de massa, atitudes infelizes de estabelecimentos que causaram grande repercussão negativa. Tudo por conta do proprietário ter optado por confrontar seus clientes publicamente nas redes sociais. Isso demonstra grande despreparo que mancharam a imagem dos lugares citados. Redes sociais não são um tribunal para discutir quem está com a razão. Não há um veredicto e na maioria das vezes, a empresa é que sai perdendo.

4. Blog papagaio

Um blog corporativo deve ser usado para publicar assuntos correlatos às atividades da empresa de maneira mais abrangente e detalhada, ou seja, conteúdo relevante que irá atrair público mais qualificado. Os textos são ótimos para se trabalhar o SEO (Search Engine Optmization) e, com isso, utilizar esse recurso para melhorar o posicionamento nas páginas do Google. Conteúdo que seja relevante que desperte o interesse dos Leads eleva a posição do blog, à categoria de autoridade no assunto, que gera mais tráfego. Usar o blog para replicar, literalmente, conteúdo de outras fontes só fará bem ao outro. Relegar o blog a segundo plano com textos copiados de outras fontes, mostra certa negligência esse meio.

As ferramentas digitais, quando bem empregadas, trazem retorno positivo às empresas. Mas é preciso entender que o trabalho bem feito merece atenção, cuidado especial e deve ser tratado de forma profissional para evitar danos ao bem mais importante da empresa: a própria imagem.

101 Dicas de Marketing Digital | E-book Dennova

Assine a nossa
newsletter

As novidades não param de chegar, fique sempre antenado em primeira mão.